Em defesa de Felipe Neto, Haddad chama Bolsonaro de genocida: “Por que não manda a polícia aqui?”

Em defesa de Felipe Neto, Haddad chama Bolsonaro de genocida: “Por que não manda a polícia aqui?”

Fernando Haddad (PT) saiu em defesa do youtuber Felipe Neto, intimado a depor por chamar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de genocida.

Em uma entrevista ao canal TVT, Haddad lembrou que ele e o governador de São Paulo já fizeram as mesmas críticas ao presidente, mas nunca foram intimados. “Hoje o João Doriachamou Bolsonaro de genocida. Processa o Doria, pô. Seja homem”, disse.

“O Bolsonaro não tem coluna vertebral. Ele manda a Polícia Federal na casa do menino bem-sucedido, de um youtuber. O governador do estado o chamou de genocida. Eu o chamei mil vezes. E ele manda a PF na casa do youtuber? Por que não manda a polícia aqui? Vai mandar a PF na casa do menino?”

Além de Haddad, o ex-presidente Lula também demonstrou solidariedade a Felipe Neto

A denúncia contra Felipe Neto foi feita por Carlos Bolsonaro, filho do presidente e vereador pela cidade do Rio de Janeiro. A decisão da Justiça foi baseada na Lei de Segurança Nacional. O youtuber fez críticas a Jair Bolsonaro pela maneira como o presidente tem conduzido a pandemia do coronavírus no Brasil. Mais de 282 mil brasileiros já morreram em decorrência da doença.

Haddad concordou com as críticas de Felipe Neto e afirmou que ter Bolsonaro no comando do país é como ter “um nada na presidência”. “É uma coisa muito indigna. Eu fico me perguntando: como o país deixou chegar a esse ponto? O nível de destruição do país será muito grande”, declarou.

Em 2018, Haddad e Bolsonaro se enfrentaram no segundo turno. O petista teve 44,87% dos votos, enquanto o atual presidente conseguiu 55,13%.

Leonildo Rosas

Related Posts

VÍDEO: Policiais comemoram a morte de Lázaro Barbosa

VÍDEO: Policiais comemoram a morte de Lázaro Barbosa

Lázaro é morto durante troca de tiros na mata, diz polícia

Lázaro é morto durante troca de tiros na mata, diz polícia

Bolsonaro promulga exigência de publicação de editais na imprensa escrita

Bolsonaro promulga exigência de publicação de editais na imprensa escrita

Para evitar depoimento em CPI, governadores decidem recorrer ao STF

Para evitar depoimento em CPI, governadores decidem recorrer ao STF

No Comment

Deixe uma resposta