SP: MPF solicita impedimento de doação de ponte no Rio Pardo para o Acre

SP: MPF solicita impedimento de doação de ponte no Rio Pardo para o Acre

Do UOL, em São Paulo30/09/2020 16h15

O MPF (Ministério Público Federal) solicitou a imediata paralisação do processo de desmontagem e doação de uma ponte de ferro histórica que atravessa o Rio Pardo entre os municípios de Ribeirão Preto e Jardinópolis, no interior de São Paulo. O governo do Acre ganhou o direto de reaproveitar a estrutura para futuras construções de pontes rodoviárias.

O Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), órgão responsável pela obra, já deu início aos trâmites para a retirada da estrutura e o seu envio até o estado do norte brasileiro.

A ponte faz parte da Linha do Rio Grande, único segmento ainda existente da Companhia Mogiana de Estradas de Ferro. O trecho, que teve a presença da comitiva do imperador Dom Pedro II durante sua inauguração, em 1886, fazia parte de um projeto para o desenvolvimento de áreas centrais do país e para a interligação dos portos de Santos (SP) e Belém.

O Ministério Público argumenta que além de ignorar a relevância histórica da via, o processo de remoção da estrutura sobre o Rio Pardo prejudica projetos turísticos que estão em implementação no entorno, como o parque linear em Jardinópolis.

O órgão ainda diz que a ponte deverá integrar as atividades de um futuro museu em Ribeirão Preto, do Instituto História do Trem, entidade que denunciou o caso ao MPF. O Dnit e o governo do Acre foram procurados pelo UOL, porém, não responderam até a publicação desta matéria.

Leonildo Rosas

Related Posts

Seinfra gasta quase R$ 8 mil em câmera fotográfica para fotografar obras inexistentes

Seinfra gasta quase R$ 8 mil em câmera fotográfica para fotografar obras inexistentes

Gladson Cameli exonera madeireira de diretoria no Instituto de Meio Ambiente

Gladson Cameli exonera madeireira de diretoria no Instituto de Meio Ambiente

Se quiser fechar as divisas com Rondônia e Amazonas, Gladson não precisa pedir ajuda, basta acionar a Anvisa

Se quiser fechar as divisas com Rondônia e Amazonas, Gladson não precisa pedir ajuda, basta acionar a Anvisa

Recebido com festa por Gladson e políticos locais, candidato de Bolsonaro à presidência da Câmara é acusado de bater na ex-mulher

Recebido com festa por Gladson e políticos locais, candidato de Bolsonaro à presidência da Câmara é acusado de bater na ex-mulher

No Comment

Deixe uma resposta

Encontre-nos

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h