“Nunca vi situação tão grave e tantas autoridades despreparadas na condução do país e do estado num momento como esse”, escreveu Jorge Viana

“Nunca vi situação tão grave e tantas autoridades despreparadas na condução do país e do estado num momento como esse”, escreveu Jorge Viana

Jorge Viana um dia disse que o Acre tinha jeito.

Eleito governador em 1998, assumiu um Estado cheio de problemas e sem esperança.

Em dois mandatos, Viana mostrou que falava à verdade: o Acre tinha jeito.

Nas eleições de 2018, a população do Acre resolveu entrar, literalmente, numa aventura.

Na democracia, não se questiona o voto.

O questionamento deve ser feito nas consequências do voto.

Apostando na mudança, o eleito preferiu eleger um aventureiro chamado Marcio Bittar para ocupar o lugar de Jorge Viana no Senado.

Mesmo se mandato, Jorge continua ligado e preocupado com as coisas que acontecem no Acre.

Neste domingo, ele usou a sua conta no Twitter para se manifestar sobre o caos que se intsla na saúde acreana.

“Saúde colapsou no Acre. O pior é que não há plano de vacinação! Rio Branco e Cruzeiro do Sul, estão assim: não há mais vaga nas UTI’s, quartos e enfermarias lotados e muita gente doente em casa esperando vagas. Surto de dengue e famílias desabrigadas por conta das fortes chuvas”, escreveu.

Jorge arrematou: “Nunca vi situação tão grave e tantas autoridades despreparadas na condução do país e do estado num momento como esse! Que Deus nos ajude”.

Leonildo Rosas

Related Posts

Sérgio Petecão fala sobre suposta “sala de morte” em hospital acreano

Sérgio Petecão fala sobre suposta “sala de morte” em hospital acreano

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Leo de Brito ingressa com ação no STF contra censura a professores feita pelo governo Bolsonaro

Leo de Brito ingressa com ação no STF contra censura a professores feita pelo governo Bolsonaro

No Comment

Deixe uma resposta

Encontre-nos

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h