Edvaldo sobre a Fênix e o Avancard: “estão traficando com os dados sigilosos dos servidores”

Edvaldo sobre a Fênix e o Avancard: “estão traficando com os dados sigilosos dos servidores”

Assessoria

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) voltou a falar do assédio cometido pelo cartão Avancard aos servidores do Estado. Ele comentou também sobre a ‘burla’ à lei aprovada na Aleac com a introdução de um decreto, que cria uma margem extra para além dos 35%, estabelecidos pela Aleac e sancionados pelo governador Gladson Cameli.

Ele mencionou que nem mesmo o vice-governador Major Rocha (PSL) tem se livrado do assédio do Avancard, com mensagens diárias convidativas à realização de transações financeiras. Edvaldo destacou que há um tráfico de dados sigilosos da Fênix Soft para a Prover Promoções, a detentora do Avancard.

“Até o vice-governador está recebendo o assédio do cartão Avancard. Estamos diante de um contrabando jurídico no decreto, de um tráfico de dados dos servidores públicos para o cartão Avancard. Um irmão é dono da Fênix, o outro do cartão Avancard. Estão traficando com os dados sigilosos e isso não pode permanecer”, disse o parlamentar.

E acrescentou: “a Fênix pegou todo o banco de dados e contrabandeou para o cartão Avancard e esse cartão que é que está ligando para os servidores. Esse é o escândalo, essa é a fraude. Cadê o Procon? Cadê uma ação coletiva por parte da Defensoria Púbica, que fez uma recomendação pra que eles parassem de enviar mensagens a partir daquela nossa audiência pública?. De lá para cá só aumentou”.

Ao final da fala de Edvaldo Magalhães, o secretário de Planejamento e gestão, Ricardo Brandão, enviou ao parlamentar um extrato bancário referentes a dois meses, ou seja, agosto e setembro. São R$ 200 mil. Em resposta ao secretário, Edvaldo pediu que os dados fossem atualizados na Transparência do Estado, para que todo cidadão possa acessar e acompanhar a movimentação financeira.

Leonildo Rosas

Related Posts

Sérgio Petecão fala sobre suposta “sala de morte” em hospital acreano

Sérgio Petecão fala sobre suposta “sala de morte” em hospital acreano

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Bancada federal do Acre garante que trouxe R$ 129,3 milhões para Gladson combater a Covid

Leo de Brito ingressa com ação no STF contra censura a professores feita pelo governo Bolsonaro

Leo de Brito ingressa com ação no STF contra censura a professores feita pelo governo Bolsonaro

No Comment

Deixe uma resposta

Encontre-nos

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h