“Critiquei indícios consistentes de corrupção no governo”, afirmou vice-governador

“Critiquei indícios consistentes de corrupção no governo”, afirmou vice-governador

Rocha afirma que foi banido por apontar irregularidades na administração de Gladson

O espírito natalino não tocou o coração do vice-governador Wherles Rocha, na quizila que tem com o governador Gladson Cameli.

Em pleno Natal e no exercício da governadoria, Rocha foi à sua página no Facebook para escrever um longo texto para se defender de entrevistas concedidas por Cameli à imprensa acreana.

“Nesse momento, como governador em exercício, já que o titular está fora do Estado desde ontem, confesso estar preocupado com as afirmações do governador Gladson Cameli. Em duas entrevistas que concedeu a imprensa local, em uma delas Cameli diz: “O Rocha quer mudar o foco, quer atrapalhar o Estado”, “O vice-governador não faz parte da base política do governo”.

Rocha admite que fez criticas ao governo, em situações que vão desde o abandono de aliados com a respectiva entrega de espaços generosos para aqueles que foram nossos adversários “e, principalmente, de indícios consistentes de corrupção”.

De ato, tal qual este Portal, o vice-governador apontou vários indícios de corrupção, com ênfase no superfaturamento na aquisição de computadores pela Secretaria de Estado de Educação.

Essa acusações de Rocha serviram de base para a denúncia que o deputado federal Leo de Brito (PT) fez nos Ministérios Público Federal e Estadual.


“Para quem autoproclama democrata e alardeia que está aberto as críticas, esse posicionamento em relação a mim acaba indo na contramão do discurso”, escreveu Rocha.


O vice acrescentou: “Quer dizer que apontar possíveis indícios de corrupção é mudar o foco e atrapalhar o governo? Acredito que não, todas essas situações foram formalizadas e comunicadas aos gestores e ao estafe do governo, não faço nada escondido”.

Na avaliação de Rocha, ao contrário da afirmação de que atrapalha, ele tem trabalhado com o apoio da bancada federal em muitas pautas positivas para o Acre.

“Pautas como a do fortalecimento das nossas empresas através do comércio exterior, no contato permanente com as embaixadas para exportar produtos acreanos para diversos países. A pauta da interligação entre o Juruá (Cruzeiro do Sul) e Pucalpa, no Peru”.

Veja a nota na íntegra:

Nesse momento, como governador em exercício, já que o titular está fora do Estado desde ontem, confesso estar preocupado com as afirmações do Governador Gladson Cameli.


Em duas entrevistas que concedeu a imprensa local, em uma delas Cameli diz: “O Rocha quer mudar o foco, quer atrapalhar o Estado”, “O vice-governador não faz parte da base política do governo”.

É verdade que fiz algumas críticas ao governo, de situações que vão desde o abandono de aliados com a respectiva entrega de espaços generosos para aqueles que foram nossos adversários e, principalmente, de indícios consistentes de corrupção.

Para quem autoproclama democrata e alardeia que está aberto as críticas, esse posicionamento em relação a mim acaba indo na contramão do discurso.

Quer dizer que apontar possíveis indícios de corrupção é mudar o foco e atrapalhar o governo? Acredito que não, todas essas situações foram formalizadas e comunicadas aos gestores e ao estafe do governo, não faço nada escondido.

Ao contrário da afirmação de que atrapalho, tenho trabalhado com o apoio da nossa bancada federal em muitas pautas positivas para o Acre. Pautas como a do fortalecimento das nossas empresas através do comércio exterior, no contato permanente com as embaixadas para exportar produtos acreanos para diversos países.

A pauta da interligação entre o Juruá (Cruzeiro do Sul) e Pucalpa no Peru. No contato direto com vários segmentos do setor produtivo, cooperativas e associações de diversas áreas. Agora não esperem de mim conivência ou compromisso com o erro. É verdade que tem pessoas que pensam diferente, mas continuarei defendendo a probidade e a lisura no trato da coisa pública.

Quer dizer que estou banido do governo por defender aqueles que estavam conosco na campanha de 2018? Acho um equívoco ganhar com um time de aliados e administrar com os adversários. Não vou perder meu tempo enumerando aqueles que mudaram de lado após a derrota e hoje estão no primeiro escalão.

Continuarei trabalhando, fazendo o que estiver ao meu alcance para ajudar o Estado. Não precisa muito esforço para saber que temos temas importantes que precisam avançar.

.

Leonildo Rosas

Related Posts

Acre elege Marcio Bittar para tirar dinheiro da Saúde e da Educação de mais de 200 milhões de brasileiros

Acre elege Marcio Bittar para tirar dinheiro da Saúde e da Educação de mais de 200 milhões de brasileiros

VÍDEO: Gladson vai a Sena Madureira, faz politicagem e nem atende telefonema do prefeito Mazinho

VÍDEO: Gladson vai a Sena Madureira, faz politicagem e nem atende telefonema do prefeito Mazinho

Em vez de trabalhar, Bocalom viaja novamente e emite nota de solidariedade ao povo de Rio Branco

Em vez de trabalhar, Bocalom viaja novamente e emite nota de solidariedade ao povo de Rio Branco

Gladson Cameli exonera esposo da vereadora Lene Petecão sem comunicação prévia

Gladson Cameli exonera esposo da vereadora Lene Petecão sem comunicação prévia

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h