TV Espinhosa: Ao falar sobre aulas presenciais, Bocalom se mostra um poeta de boca fechada

TV Espinhosa: Ao falar sobre aulas presenciais, Bocalom se mostra um poeta de boca fechada

Bem fez o senador Sérgio Petecão ao não deixar o homem da vaca mecânica falar muito durante a maior parte da campanha
Ao menos sob o ponto de vista eleitoral a estratégia de calar a boca grande de Tiao Bocalom tem funcionado.

O problema é que ele, se confirmada a vitória no próximo domingo, terá que pôs os pés no chão, parar de saracotear e governar.
Terá que falar, o que será trágico.

Não vejo bons prenúncios o governo de homem cujo principal trabalho nos últimos vinte anos foi agredir aos adversários e se candidatar, por partidos diferentes, a cada eleição.

A sorte de Bocalom é que falta pouco tempo para o eleitor escolher o próximo prefeito da maior e mais problemática cidade do Acre.
Porque ele, como um dia disse o craque Romário a Pelé, de boca fechada o velho Boca um poeta.

Bocalom está se achando, mas não deveria.
É um professor de matemática que não sabe fazer cálculo.

Você lembra que ele pagou advogado, se achava deputado federal, mas, por calcular errado, o mandato foi para o petista Léo de Brito?

É a esse tipo de gente que, pelo que apontam as pesquisas, a população entregará o destino de Rio Branco nos próximos quatro anos.

Entrevistado pelo jornalista Whashington Aquino sobre o retorno às aulas na rede municipal de ensino, o afilhado politico de Sérgio Petecão finge desconhecer o risco da Covid-19 e saiu com uma pérola.

Veja:

A resposta revela o total despreparo de um cidadão cuja deficiência técnica e intelectual é gritante.
Não se brinca com vidas de crianças, pais, professores e demais trabalhadores em educação, candidato!

Estude um pouco mais, tempo o senhor teve de sobra para isso.
De fato, há estudos que as crianças realmente são menos susceptíveis ao vírus, mas as crianças não vivem em um mundo à parte.

As crianças precisarão de professores e demais trabalhadores de apoio nas escolas, que são adultos.
Esses professores e demais trabalhadores têm os seus familiares e ciclos de amizades.

As escolas não estão preparadas para receber as aulas presenciais, isso é óbvio.

Adorador de Jair Bolsonaro, Tião Bocalom, embora tenha contraído o vírus, se comporta como os piores negacionistas.
A Covid-19 é real, matou e está matando milhares de pessoas pelo mundo a fora.

No Acre vivemos sob o risco de uma nova onda.
Não desconsidere isso, candidato!

Outra aleivosia que sai da boca grande é despreparada de Bocalom é que todos teremos que pegar o vírus para ficarmos imunes.
Não há provas científicas quanto a isso.

Enquanto a vacina não vem, o melhor remédio é a precaução.
É hora de usar da inteligência para as nossas atitudes.
Devemos usar máscara de forma adequada e higienizar a mão.
É fundamental evitar aglomeração e não se expor ao risco.
Lamentavelmente, o que vimos nesse segundo turno nas eleições na capital, é um deserto de projetos para a nossa cidade.
A educação municipal foi uma das que mais avançou nos últimos anos, mas vem um candidato favorito querer colocar todo o trabalho por terra.
A campanha está uma verdadeira carnificina.
Está difícil para qualquer pessoas mais esclarecida escolher em quem votar.
Eu tenho as minhas convicções.
Penso que teremos dias terríveis pela frente.
A prefeitura de Rio Branco já experimentou prefeitos parecidos com Bocalom e sofremos muito.
A sorte dele é que a maioria dos pais e mães de alunos não terá acesso à sua entrevista.
Pois se esses pais e mães soubessem o que realmente Bocalom pensa, a sua vitória estaria seriamente comprometida.

======
Em tempo:
Não faço a defesa da adversária de Tião Bocalom.
Tenho lado na história.
Só um lembrete:
Tudo o que Bocalom fizer, de bom ou ruim, também deve ser compartilhado com o senador Sérgio Petecão.

Digo isso para as coisas não caírem no esquecimento.

Gostou desta TV Espinhosa?
Compartilhe, para que possamos chegar mais longe.
Se não gostou, compartilhe também.
Fui
Forte abraço.

Leonildo Rosas

Related Posts

TV Espinhosa: Há uma semana Bolsonaro veio ao Acre; os problemas e as mortes só aumentaram

TV Espinhosa: Há uma semana Bolsonaro veio ao Acre; os problemas e as mortes só aumentaram

TV Espinhosa – Com a saúde em colapso, é tempo de humildade e união para salvar vida; Gladson testa positivo para Covid

TV Espinhosa – Com a saúde em colapso, é tempo de humildade e união para salvar vida; Gladson testa positivo para Covid

TV Espinhosa – Bolsonaro metralha expectativas de aliados ao deixar merreca de vacina e recursos no Acre

TV Espinhosa – Bolsonaro metralha expectativas de aliados ao deixar merreca de vacina e recursos no Acre

TV Espinhosa – É mito acreditar que a visita de Bolsonaro resolverá os problemas de uma Acre que pode sofrer efeitos de uma tragédia

TV Espinhosa – É mito acreditar que a visita de Bolsonaro resolverá os problemas de uma Acre que pode sofrer efeitos de uma tragédia

No Comment

Deixe uma resposta

Encontre-nos

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h